"O saber não deve pesar"

Dia 1 de outubro de 2019 realizou-se na Escola E.B. 2,3 Abel Salazar pelas 18h30 uma ação de sensibilização  - "O saber não deve pesar" relativo ao peso das mochilas, ...

AVISO N.º 1- A/2019

Aviso de Abertura Contratação de um Licenciado em Psicologia/Psicólogo ao abrigo artigo 38.º do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho, na redação conferida pelo Decreto-Lei n.º 83-A/2014, de 23 de...

Projeto ERASMUS+ KA229

Projeto ERASMUS+ KA229 Parcerias de Intercâmbio Escolar“Diversity and Culture make the UNION” A Diversidade e a Cultura fazem a UNIÃO Nos próximos dois anos letivos, o AEPAS irá desenvolver uma parceria de intercâmbio...

Abertura do Ano Letivo 2019/20

Bem-Vindo Ano Letivo 2019/20

   Notas de abertura

   Ano Letivo

   2019/2020

Em jeito de reflexão, após dois anos decorridos deste mandato enquanto diretora, referencio a revisão do Projeto Educativo ocorrido no ano letivo de 2017/2018 e perspetivado para o triénio 2018/2019 a 2020/2021. O documento final resultou de uma análise de diagnóstico identificadora das potencialidades e fragilidades do agrupamento, bem como das oportunidades e ameaças externas (análise SWOT). Foram definidas quer as prioridades estratégicas (sucesso académico; comportamento e disciplina; participação dos pais e encarregados de educação na vida do agrupamento e autoavaliação e melhoria), quer os objetivos gerais e específicos, dados de partida, metas e indicadores de medida do AEPAS. Por considerar que este documento traduz a nossa cultura organizacional, apelo a todos a assunção do mesmo, assumindo-o como o documento mentor da ação educativa e contribuindo para o alcance das prioridades estratégicas nele definidas.

No ano letivo de 2018/2019, promoveu-se a revisão do Regulamento Interno. Este documento orienta-se pelos princípios da igualdade e da transparência, assegurando a participação de todos os intervenientes no processo educativo e o pleno respeito pelas regras da democraticidade e representatividade dos órgãos de administração e gestão do agrupamento.
No entanto, documentos como o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (homologado pelo Despacho n.º 6478/2017, 26 de julho); o Decreto-Lei n.º 54/2018, de 6 de julho (regime jurídico da educação inclusiva no âmbito da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário); o Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de julho (currículo dos ensinos básico e secundário e os princípios orientadores da avaliação das aprendizagens); as Aprendizagens Essenciais (homologadas pelo Despacho n.º 6944, de 19 de julho) e a Portaria n.º 223-A/2018, de 3 de agosto (regulamentação das ofertas educativas do ensino básico previstas no n.º 2 do artigo 7.º do Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de julho), para além de todos os outros que integram já o nosso trabalho quotidiano, deverão orientar o processo de ensino e aprendizagem dos alunos que integram o AEPAS, afirmando-o como um agrupamento que promove o sucesso e cria oportunidades.
Pretende-se que todos os alunos adquiram as áreas de competências previstas no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, o qual pressupõe «o aprender a conhecer, o aprender a fazer, o aprender a viver juntos e a viver com os outros e o aprender a ser». Este tornou-se um documento de referência para a organização e muito tem contribuído para as tomadas de decisão sobre questões de desenvolvimento curricular. Encontram-se a ser ajustadas as matrizes curriculares nos diferentes anos de escolaridade, respeitando-se a produção dos efeitos prevista no Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de julho. As decisões a nível curricular e pedagógico têm sido tomadas com base nas propostas apresentadas e sempre com o objetivo de permitir que todos os alunos adquiram os conhecimentos e desenvolvam as capacidades e atitudes, visando uma escola inclusiva e promotora de melhores aprendizagens.
Certamente que novos desafios se colocarão e reclamarão da parte de todos a disponibilidade para os acolher e encontrar soluções que venham enriquecer a Escola e torná-la mais democrática, humana e eficaz na organização dessas aprendizagens.
É meu desejo manter presentes os princípios da confiança, da segurança, da proximidade e do respeito pela diversidade, criar oportunidades e implementar soluções adequadas à comunidade que servimos, procurando dar respostas às necessidades e expectativas de cada um, para que cada um siga os seus próprios passos, trilhe novos caminhos, ouse e transforme.
A nossa missão cumprir-se-á se todos contribuirmos para a consolidação do AEPAS como um Agrupamento de Escolas de Excelência e de Sucesso Educativo através da implementação de uma política educativa que acautele a igualdade de oportunidades, a formação integral do indivíduo, o exercício de uma cidadania ativa e um sentido de pertença ao mesmo.
Unidos por este ideal comum seremos capazes de consolidar o AEPAS como um lugar privilegiado de conquistas, de aprendizagens e de crescimento proporcionando aos nossos alunos uma formação integral em prol de um futuro mais promissor para todos.

Que este Agrupamento se torne uma referência em termos de qualidade do serviço prestado.

A Diretora,

Maria do Carmo de Magalhães Pereira

«Precisamos contribuir para criar a Escola que é aventura, que marcha, que não tem medo do risco, por isso recusa o imobilismo. A Escola em que se pensa, em que se atua, em que se fala, em que se ama, se adivinha, a Escola que apaixonadamente diz sim à vida.»

(Paulo Freire)

Ligações do Agrupamento

Seguranet800 21 90 90
 

CV - Atividades

Visitas

1912735
Hoje
Esta Semana
Este Mês
879
3810
19920